Ensaiando

Maçãs Podres: documentário sobre a Igreja


Que venham mais abordagens pautadas na veracidade e transparência dos fatos, a fim de que se diga NÃO a generalização e ao “réu coletivo”, pois não é justo culpar a TODOS pelo crime de ALGUNS, mas SIM clamar a ação imediata diante da violência que vitima e vitimou crianças indefesas em várias partes do mundo, não apenas por sacerdotes, mas, em maior número por pais, padrastos e quaisquer pessoas no abuso de sua em posição, no poder e intimidação.

“Maçãs Podres”: documentário sobre Igreja diante dos abusos sexuais

Feito pela agência internacional “Rome Reports”

(por Carmen Elena Villa)

maças

ROMA, sexta-feira, 4 de maio de 2010 (ZENIT.org) – Um documentário que pretende “traduzir em imagens a carta de Bento XVI aos católicos da Irlanda de forma jornalística e televisiva”, é o objetivo de Maçãs Podres, com duração de 45 minutos, que trata o tema dos abusos sexuais por parte de alguns sacerdotes católicos.

Assim qualificou, no diálogo com ZENIT, Javier Martínez-Brocal, diretor de Rome Reports, agência que realizará este especial televisivo. “Recebemos muitos pedidos, e-mails de telespectadores que nos pediam algo assim. O que temos tentado é mostrar serenamente de um modo geral, apresentando em todos os aspectos o que  mais ocorreu e o que se está fazendo para resolver a crise de abusos sexuais por parte de sacerdotes”, disse.

Sobre o nome do documentário, Martínez-Brocal explicou que escolheram Maçãs Podres porque “se trata de uma minoria de sacerdotes e porque Bento XVI está pedindo que se afastem, pois estão manchando o nome da Igreja e o resto dos sacerdotes exemplares, que são uma grande maioria.”

O documentário analisa a confusão inicial na Igreja sobre quem e como deveria resolver estes casos, e explica com detalhes as palavras pronunciadas por João Paulo II sobre este tema na Jornada Mundial da Juventude em Denver, 1993, na reunião que aconteceu com os cardeais norte-americanos em 2002 e a atual de Joseph Ratzinger, como cardeal até 2005 e em seus cinco anos de pontificado.

Javier Martínez-Brocal reconhece que o documentário é “polêmico”, que “pode molestar a quem molestou a carta do Papa aos bispos da Irlanda e aos mesmos que não querem aplicar suas propostas”.

Várias emissoras de TV dos Estados Unidos e América Latina adquiriram os direitos para transmitir esta produção. Também foi solicitada por emissoras na França, Espanha, Polônia e Portugal.

Primeiro passo: olhar as vítimas

Maçãs Podres começa com o testemunho de algumas vítimas de abusos por parte de sacerdotes. Walter, do Canadá, recorda que “esse ano foi um autêntico pesadelo. Eu era uma criança de 7 anos e não entendia nada. Era muito pequeno”.  Lawrence, de Malta, confessa como conseguiu perdoar esse doloroso episódio de sua vida após seu recente encontro com o Papa pois “ele teve a coragem de dar a cara pelos outros que nos fizeram mal”, disse no documentário.

Martínez-Brocal explica que “a maioria das vítimas não está acusando a Igreja mas sim seus agressores, que são delinqüentes. São sacerdotes, porém criminosos”, pessoas que “traíram seu sacerdócio”

“A verdade vos fará livres”

No capítulo de prevenção e soluções, “Maçãs Podres” visita um seminário americano para mostrar como são selecionados os futuros sacerdotes. Os candidatos devem superar exames de maturidade de sua personalidade e testes psicológicos para mostrar se possuem capacidades de viver no celibato. “Se descobrirmos comportamentos inapropriados, pedimos ao seminarista que deixe.”, explica um dos psicólogos.

Tanto para o diretor de Rome Reports, como para os realizadores desse documentário, a atitude de Bento XVI com o tema dos escândalos, “fala de seu amor e verdade”.

Um momento histórico para a Igreja que, ainda que seja de “naufrágio”, como disse o Papa em sua recente visita a Malta, pode trazer grandes frutos a curto e longo prazos: “Que isso sirva para que os abusos saiam da Igreja Católica”, disse Javier.

“Somos muito otimistas. A luta contra os abusos sexuais é uma batalha que durará muitos anos, mas os frutos já estão aparecendo”, confessa.

Fonte: ZENIT – ZP10060412 – 04-06-2010

Anúncios

2 comentários em “Maçãs Podres: documentário sobre a Igreja

  1. LUCIENNEALENCAR
    sábado, 5 junho, 2010

    MARAVILHOSO TEXTO!!! APRECIEI DEMAIS E LEVOU-ME À REFLEXÃO. PARABÉNS, GUTO, POR TRANSFORMAR ASSUNTOS TÃO POLÊMICOS COMPREENSÍVEIS E FÁCEIS DE COMPREENDER PARA LEITORES INQUIETOS COMO EU.
    UM BEIJO,
    LUCIENNE ALENCAR

    Curtir

    • Guto Santos
      sábado, 5 junho, 2010

      Sempre vale lembrar que uma moeda não tem um lado só, não é? 😉

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Meu perfil

Agendando

junho 2010
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Categorias

Ranking + votados

Estatísticas do Blog

  • 73,101 visitas
Atualizado 06/2015: Locations of visitors to this page

Principais postagens

%d blogueiros gostam disto: